-voltar-

História da Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora

A paróquia Nossa Senhora Auxiliadora, de Progresso, está localizada na região alta do Vale do Taquari, região norte da Diocese. Pertence à Comarca Eclesiástica de Boqueirão do Leão. 

No ano de 1912 descendentes de imigrantes italianos, provindos de Garibaldi, chegaram a Gramado de São Francisco. Nos anos seguintes, com a chegada de mais italianos, o povoado foi surgindo lentamente. Já em 1914 um jesuíta casualmente passava pela região. Outros imigrantes vieram e, em 1915, foi construída a primeira escola. Esta escola servia também como a primeira capela do lugar, onde um padre (que era buscado em Vila Fão) vinha rezar a Santa Missa de dois em dois meses. Em 1919 foi construída uma segunda capela, também de madeira. 
Mas em 1928 o povoado já era tão grande que foi nomeado um padre para atender especialmente aquela região: Frei Samuel Teperoo. Diante do rápido desenvolvimento do lugar resolveram dar o nome de Progresso, que só foi oficializado em 1937. Neste ano também foi construída a atual Igreja Matriz.
Percebendo que aquela região tinha condições de abrigar uma paróquia, Dom João Becker, Arcebispo de Porto Alegre, criou em 13/09/1939, a paróquia Nossa Senhora Auxiliadora de Vila Progresso. Na mesma ocasião foi nomeado como pároco o frei Florino Werkgan, que permaneceu 1941. 
Desde o início da paróquia era muito expressiva a presença franciscana, através da Ordem Terceira de São Francisco, um movimento leigo com centenas de integrantes formados de homens e mulheres; eram também muitos os(as) jovens legionários(as) marianos(as). Sempre por ocasião da festa de Corpus Christi faziam-se concentrações de senhores cavalarianos. E, em festas de padroeiros existia o costume de realizar grandes manifestações de centenas de cavaleiros da cruz em direção à Matriz ou às Comunidades. 
Frei Constantino assumiu a Paróquia em 1941 e permaneceu até 1964. Esse religioso marcou muito a paróquia pelo seu amor ao povo na visita às famílias e na bênção das casas. Em 1950 convidou a comunidade para construir o salão paroquial. Em 1954 mobilizou a comunidade para construir o hospital comunitário ao qual deu o nome de Hospital Santa Isabel, em homenagem àquela que foi membra da Ordem Terceira de São Francisco de Assis, dedicada ao serviço dos pobres e doentes. Quando a comunidade não mais conseguiu gerenciar o hospital com muito empenho buscou as irmãs da Divina Providência que até hoje cuidam do Hospital. 
A Paróquia sempre teve cunho vocacional tendo sido ordenados vários sacerdotes diocesanos e franciscanos. Também existem religiosas de várias congregações.
Desde 1984 a Paróquia conta com a presença de um seminarista estagiário, estudante de Filosofia ou Teologia com a missão de conviver e atuar junto aos jovens nas comunidades e nas escolas. 
É muito antigo o costume das capelinhas que visitam as famílias mensalmente. Também por ocasião da festa da padroeira paroquial todas as zeladoras participam da Procissão e Missa Solene. Continua renovando-se o Apostolado da Oração na comunidade Matriz. Em 1984 iniciou a participação de casais no Movimento de Cursilhos de Cristandade.
Nas décadas de 1970 a 1990 muitas famílias migraram para a grande Porto Alegre em busca de melhores condições de vida. Atualmente os jovens também continuam saindo para estudar e procurar emprego. 
Em 1985 criou-se a Escola Comarcal de Ministros. A Catequese também possui formação assídua. 
Nos anos de 1986 e 1987 a emancipação municipal se tornou também bandeira da paróquia e o pároco foi coordenador do processo emancipatório. 
Em 1988 foi inaugurada a Capela Mortuária e, em 1989, o Centro Comunitário de Pastoral.
Vem crescendo o costume de, principalmente na Semana Farroupilha, grupos de diversas comunidades realizarem cavalgadas para homenagear pessoas falecidas e fazer um momento de oração junto ao túmulo de uma pessoa falecida, além do acendimento da Chama Crioula. Essas manifestações fazem muitos lembrar os Cavaleiros da Cruz. 
Todos os anos a Paróquia costuma realizar a Assembleia Paroquial de avaliação e planejamento pastoral e administrativo, preparada previamente em cada comunidade. 

Nossa Senhora Auxiliadora
Progresso

Comarca Eclesiástica: Boqueirão do Leão

Município: Progresso/RS

Padroeira: Nossa Senhora Auxiliadora

Fundação: 1939

Pároco: Pe. Frei José Müller OFM

Vigário Paroquial: Pe. Frei João Renato Puhl OFM

Vigário Paroquial: Pe. Frei Teodardo Bochi OFM

População: 6.163 habitantes (IBGE 2010)

População Católica: 5.991 habitantes (IBGE 2010)

HORÁRIO DAS MISSAS

na matriz:
- Domingos de manhã, ás 8:30hs, com transmissão na rádio local;
- No 4ª sábado de cada mês, ás 18:00hs, tem a missa de batizados;
- No 2ª sábado de cada mês, ás 18:00hs, tem a missa da catequese.